Carta de fundação

Com a presença de companheiros de várias regiões do Brasil, representando Associações Estaduais e núcleos de estudos, foi aprovado o estatuto da AME-Brasil e a sua carta de fundação, que está assim redigida:

1º) Considerando que a Organização Mundial de Saúde(OMS) conceitua saúde como "um estado de bem-estar físico, mental e social".

2º) Considerando que a Medicina contemporânea tem dificuldade de vivenciar essa visão mais ampla de saúde, em virtude da sua extrema especialização, coadjuvada pelo espírito universitário fundamentado em paradigmas materialistas.

3º) Considerando que o Espiritismo tem uma grande contribuição a oferecer à Medicina, porque compreende o homem como um ser integral, constituído de corpo, perispírito e alma.

4º) Considerando que os processos mórbidos são essencialmente mentais e mesmo moléstias endêmicas e ambientais representam o descaso do homem em relação ao próprio planeta, investindo recursos financeiros em guerras fratricidas, ao invés de aplicá-los na melhoria das condições de vida.

5º) Considerando que o Espiritismo vê a criatura humana como um ser bio-psico-sócio-espiritual e apresenta um modelo abrangente de abordagem que pode contribuir de forma efetiva para a ampliação do campo de ação do médico e da própria medicina.

6º) Considerando que para o Espiritismo as atitudes mentais e as técnicas psicológicas são importantes para a prevenção e cura das moléstias, bem como o fluxo da energia vital, presente também como elemento de ligação entre perispírito e alma.

7º) Considerando que a Doutrina Espírita propõe a aplicação da Mediunidade como Terapêutica, fazendo uso da fluidoterapia e do ectoplasma, abrindo um campo novo no estudo da Psicologia e da Medicina, de modo a favorecer a reeducação moral e a responsabilidade individual.

8º) Considerando que o médico espírita tem compromisso no campo de pesquisa e educacional, quer nos seus aspectos teóricos, quer na praxis, os representantes das associações médico-espíritas das unidades federativas, reunidos no 3º Congresso Nacional da Associação Médico-Espírita de São Paulo(MEDNESP-95), realizado durante os dias 15 e 17 de junho de 1995, no Centro de Convenções do Anhembi, na cidade de São Paulo, resolveram fundar a Associação Médico-Espírita do Brasil - AME-Brasil, com a finalidade de desenvolver e aplicar as propostas do Espiritismo no campo da saúde.