NOTA OFICIAL - Posicionamento da AME-Brasil da AME-BRASIL sobre a notícia da menina grávida de 10 anos

Nota da AME-BRASIL sobre a notícia da menina grávida de 10 anos


Nós, da Associação Médico-Espírita do Brasil (AME-Brasil) estamos acompanhando o noticiário sobre a menina de 10 anos que engravidou em decorrência de estupro.


Além da necessária punição aos responsáveis pela inaceitável violência sexual e emocional que a criança vinha sofrendo, lamentamos que o seu caso esteja sendo usado como lobby ideológico por grupos defensores do aborto.

Informações relatam que médicos que acompanhavam o caso pelo noticiário entraram em contato, disponibilizando gratuitamente serviço e toda infraestrutura para pré-natal, parto e pós-parto, visando dar opção à gestante e sua família de não matar o bebê.


Conforme o Livro dos Espíritos (Questão 359) o aborto só se justifica quando a gravidez gerar risco à vida da mãe.


Lembramos a afirmativa de Emmanuel, no livro Leis Morais, capítulo XI: "O aborto provocado, mesmo diante de regulamentos humanos que o permitem, é um crime perante as Leis de Deus".



Diretoria da Associação Médico-Espírita do Brasil

  • NOTA SOBRE O CASO DA MENINA GRÁVIDA DE 10 ANOS