Propostas de parcerias entre as AMEs e Instituições Espíritas

A proposta que vamos descrever a seguir já foi apresentada pela Dra. Marlene na Reunião das Especializadas de novembro de 2006, na FEB, visando um trabalho conjunto entre Instituições Espíritas e AMEs. O Departamento de Solidariedade Humana, absorvendo integralmente a proposta da querida Doutora, sugere então:

AME E PARCERIAS
O material aqui apresentado está baseado nas recomendações do Cristo. Primeiramente, visa o cultivo da fraternidade legítima, lastreada na lição inesquecível: “Que vos ameis uns aos outros, como eu vos amei”. E também tem por base os demais programas deixados pelo Mestre: - o de Divulgação (Ide e Pregai!); - o de amparo aos menos favorecidos ( “estive nu e me destes de vestir, tive fome e me destes de comer, estive encarcerado e fostes me visitar”); - o de amparo aos transtornados psiquicamente (“socorrei os obsidiados”);

1) Ambulatório Médico de Clínica Geral. Parcerias com Casas ou Instituições Espíritas

2) Amparo à Gestante Inclui:

Atendimento especial à Gestante Adolescente Prevenção ao Aborto; aulas de puericultura Orientação Médica e Espiritual; serviço de fluidoterapia. Confecção de enxovais, etc.

3) Amparo à vida reprodutiva Sexualidade; Planejamento familiar (Prevenção ao Aborto); Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Participação em programa educacional nas Escolas; Uso de material didático moderno e ecumênico. Campanha permanente em Defesa da Vida – Contra o Aborto e a Eutanásia Acompanhamento da jovem que deseja abortar, até que ela dê à luz e possa decidir quanto ao destino da criança.

4) Amparo aos Jovens Participação de programas nas escolas, no Centro Espírita, visando a inserção do jovem às atividades construtivas. Desenvolvimento de programas de esporte, de auxílio à comunidade, etc., procurando otimizar as dependências das escolas e das instituições.

5) Amparo ao Idoso Orientação Médica (inclusive prevenção da AIDS) Sugestões d’O Evangelho para o emprego construtivo das horas Inserção do idoso em programas de ajuda à comunidade.

6) Prevenção à Dependência Química Programa a ser desenvolvido nas escolas. Participação em programas de Instituições Públicas.

7) Amparo à Família Programas abrangentes na Instituição Espírita e nas Instituições públicas

8) Integração das Casas Espíritas às tarefas dos Hospitais Espíritas, quando estes existirem na localidade.

9) Visita aos encarcerados com programa de auxílio médico e espiritual.

10) Entrosamento entre as sessões de desobsessão das Casas Espíritas e os hospitais ou consultórios médicos.

11) Divulgação de listas de Hospitais e Comunidades Terapêuticas Espíritas, procurando ações mais integradas do movimento.

12) Buscar a integração com vistas à implantação do atendimento fluidoterápico em hospitais e instituições de saúde.