ESPIRITUALIDADE ATRAI CANADENSES E EUROPEUS

A presidente das associações médico-espíritas do Brasil e Internacional, Marlene Nobre; o presidente da AME-SP, Sérgio Felipe de Oliveira; e vice-presidente da AME-Santos, Décio Iandoli Júnior, promoveram, em setembro, uma série de conferências que começaram em Montreal, no Canadá, e seguiram por vários países europeus. Entre os temas que despertaram interesse dos diversos públicos estão Medicina e espiritualidade, vida no além e obsessão. “As pessoas buscam explicações, sobretudo as que têm problema de mediunidade e não têm a quem recorrer, já que as religiões em geral não tratam do assunto”, relata Marlene, que calcula em aproximadamente mil pessoas o público que compareceu às suas palestras e às de seus colegas da AME nas 11 cidades em que estiveram.

As palestras tiveram início em 3 de setembro, em Montreal, no Simpósio Medicina e Espiritualidade, na Universidade de Québec em Montreal (UQAM). O evento foi organizado por MSQ/Espace Espirita Internacional e Centre D´etude Allan Kardec, com o lançamento do livro de Marlene Nobre Les Masques de l'Obsession (As Máscaras da Obsessão) e palestra de Oliveira sobre Glândula Pineal: união do corpo e alma. “Houve bastante interesse da platéia. As perguntas foram muito interessantes”, relata Marlene.
Nos dias 7 e 8 foi a vez de Londres, na Spiritist Association UK. Marlene tratou, no dia 7, de Dor e espiritualidade - uma nova perspectiva; e Oliveira, sobre Pesquisa e diagnóstico em estados de transe. No dia seguinte Oliveira falou sobre Neurociência e Espiritualidade: há conecção? e Marlene, sobre Estresse, ansiedade e depressão.

Dias 10, 11 e 12 os médicos estiveram em Leiria, Portugal, onde fizeram conferências no Fórum da Associação Espírita local. Iandoli tratou da questão dos Corpos Espirituais e a Saúde Humana; Teorias da Neurofisiologia da Mediunidade; e A Contribuição da Reencarnação para a mudança de paradigma. Marlene falou de Questões Bioéticas e Espiritualidade (aborto, eutanásia, embriões congelados e células-tronco), Autoconhecimento: Fonte de Saúde e Equilíbrio e Medicina e Espiritualidade; Dor e Espiritualidade. Oliveira, por sua vez, falou de Neurociências e Espiritualidade; A pesquisa dos estados de transe no diagnóstico médico; e Estudo das doenças psicossomáticas. No dia 12, no Hotel Praia Mar, em Lisboa, a convite do Grupo Espírita Batuíra, que edita a revista Verdade e Luz, Marlene abordou o tema Estresse e Espiritualidade e Sergio Felipe, A Pesquisa dos estados de transe no diagnóstico médico.

Na seqüência, Marlene e Iandoli seguiram para a Suíça: Berna (14), Zurique (15) e Lausanne e Genebra (16). No primeiro dia, ambos falaram, respectivamente, sobre A Alma da Matéria; e Um Novo Paradigma da evolução das espécies? Em 15 de setembro, Marlene levou ao público o tema de seu livro Nossa Vida no Além e Iandoli, A reencarnação como lei biológica. Em Lausanne ambos estiveram no Centro Espírita Paulo e Estêvão, onde Marlene discorreu sobre o tema de seu livro Nossa Vida no Além e Iandoli sobre Nossos Corpos Espirituais. As palestras foram encerradas em Genebra, com os temas Obsessão e suas Máscaras e Nossa Vida no Além, pela presidente das AMEs.

No dia 17 ambos falaram, em Lyon, durante Seminário Médico-Espírita na Sociedade de Estudos Psíquicos. Marlene, do tema de seu livro Les Masques de l'obsession; Iandoli sobre Reencarnação como lei biológica.

A última etapa da viagem aconteceu em Luxemburgo, com palestra da presidente das AMEs Brasil e Internacional sobre Medicina e Espiritualidade, em Liège, na sede da União Espírita Belga, e em Luxemburgo, Obsessão e suas Máscaras. Esta última palestra foi promovida pelo Grupo Espírita Allan Kardec.

Missão
Este é o terceiro ano consecutivo em que representantes da AME-Brasil e Internacional participam de seminários no Exterior. Eles tiveram início em 2002, com a viagem de Marlene Nobre por vários países, durante 30 dias. Com a realização do 1º Encontro Médico-Espírita Europeu, em Barcelona, em 2003, os representantes das entidades passaram a ser convidados a proferir palestras em vários países. “Procuramos atender a todos que nos fazem convites”, declara Marlene.

A presidente considera positiva a viagem deste ano e viu com satisfação a atuação do que considera um núcleo médico-espírita em formação na Suíça, uma vez que a colega Nelly Bertchöld e estudantes de Medicina, como Thierry e Yann, empenharam-se muito na realização das palestras tanto na suíça alemã, quanto francesa. “Nosso núcleo em Londres também está bem animado e prossegue com muito empenho em estudar e divulgar o ideal médico-espírita”, afirma. “Embora a Europa seja arredia à religião como um todo, os assuntos como obsessão, mediunidade, vida após a morte e mesmo a reencarnação vêm despertando curiosidade do público, sobretudo porque são analisados e estudados por médicos. É uma característica local”, finaliza.